Saudade de alguém que ainda não chegou

Saudade de alguém que ainda não chegou

Compartilhe sua história conosco, através de áudio, vídeo ou texto para o WhatsApp (11) 96479-4705. Contamos com sua colaboração 🙂

whatsapp


Por: Dani B.

Tenho 30 anos e meu desejo de ter filhos são desde que me conheço por gente.

Nasci para ser mãe, sim me orgulho demais em dizer isso e tenho um amor gigante dentro de mim para dar a um filho.

Quando descobri que tinha SOP, a médica falou que eu poderia engravidar, mas talvez de alguma forma pudesse demorar um pouco mais que o normal eu não dei bola.

Falei para ela, que a hora que decidisse ter um bebê e demorasse eu iria adotar sem problemas.

Nunca pensei em ter apenas 1 filho mesmo e sempre pensei em adoção, antes ou depois de um biológico ou se não haver biológico adotaria 2 sem problemas.

Não tenho o que muitas pessoas chamam e passam de “o luto por não gerar”. Sempre deixei claro de minhas intenções de adotar e ouvi todos os tipos de absurdos, como todos que pretendem adotar geralmente ouvem, mas nada me abalou.

Quando conheci meu marido e vi que estava ficando sério, já fui logo falando que não poderia ter filhos e falei sobre a possibilidade da adoção, se fosse para assustar já ia ser cedo kkkk.

E ele falou:

– Quero ser feliz e ter uma família com você e não importa como ela vai se formar

Depois disso eu expliquei melhor a história e então seguimos a vida sonhando com isso. Tenho uma ansiedade imensa então sempre fico sonhando com cada detalhe desse dia.

Me formei, trabalhei bastante, comecei uma nova faculdade e ano passado toquei no assunto novamente e tcham, quando fiz 30 meus instintos “gritaram”, mais do que o normal e ele ficou super feliz.

Planejamos tudo e conseguimos todas as documentações, demos a entrada e agora aguardamos o tão sonhado dia dos nossos babys chegarem😍😍😍

Sim, decidimos a adoção diretamente de até 2 crianças.

Meu coração transborda amor alegria e saudade de alguém que ainda não chegou.

Sobre o Autor

Equipe Adocao Brasil administrator

1 comment so far

Mercia GravePostado em2:11 pm - jul 14, 2017

Sou mãe de uma princesa de 5 anos. O que posso falar que são os melhores 5 anos da minha vida. Mas, hoje estou muito preocupada pois um ” priminho” relatou para os colegas que ela não é sua prima pois é adotada. Pensei que este fato não chegaria tão rápido nas nossas vidas , eu falo a ela que ela é o presente precioso que Deus mim deu, que ela é minha joia rara. Mas agora estou sem saber como contar para ela sobre a adoção sem que a machuque ou crie um trauma. Será que tem algum filme ou desenho infantil que eu possa achar.

Você precisa fazer o login para publicar um comentário.