Categoria Inspiração

A romantização da adoção

Por: Wagner Y.

Quando a adoção é apresentada em programas de TV, jornais, revistas, blogs, redes sociais, filmes etc, os casos são lindos. Sempre tem um que é mais emocionante do que o outro. Até mesmo, o mais bruto dos brutos precisa de um lencinho para enxugar as lágrimas que escorrem.

Ler mais

Dar à luz

Na participação de Bráulio Bessa no programa Encontro com Fátima Bernardes do dia 16/06/2017 todos se emocionaram com o cordel que ele fez sobre adoção.

Dar à luz

Dar à luz a uma criança / é iluminar os seus dias

dividir suas tristezas / somar suas alegrias

é ser o próprio calor / naquelas noites mais frias

Dar à luz é estar perto / é sempre chegar primeiro

é ter o amor mais puro, mais honesto e verdadeiro

amar do primeiro olhar / até o olhar derradeiro

Dar à luz é se estressar / é não conseguir dormir

é ser quase odiado por dizer, não vai sair

Dar à luz é liberar, mas também é proibir

Dar à luz é ser herói com papel de vilão

é saber regrar o sim e nunca poupar o não

não é traçar o caminho é mostrar a direção

Dar à luz é ser presente nos momentos mais cruéis

é ensinar que os dedos valem mais do que os anéis

é mostrar que um só lar, vale mais que mil hotéis

Dar às luz é se doar é caminhar lado a lado

é a missão de cuidar, de amar e ser amado

é ser grato por um dia, também ter sido cuidado

é conhecer o amor maior que se pode amar

é a escola da vida que insiste em ensinar

que pra dar à luz a um filho não é preciso gerar

é entender que neste caso o sangue é indiferente

dúvido o DNA dizer o que a gente sente

é gerar alguém na alma e não biologicamente

pois não tem biologia e nem lógica

para explicar o amor de pai e mãe

não se resume em gerar

quem gera nem sempre cuida, mas quem ama vai cuidar

vai cuidar independente da cor que a pele tem,

da genética, do sangue

o amor vai mais além

o amor tem tanto brilho

que quem adota um filho

é adotado também!

Fonte: Encontro com Fátima Bernardes

Reconhecimento

Na adoção a gestação demora mais do que as famosas 40 semanas (na maior parte dos casos) e a expectativa para embalar nosso filho (a) é gigantesca.

Nos instantes que antecedem o primeiro contato com nosso filho (a), os sentimentos são tantos e tão intensos que não tem como exemplificar só em palavras.

Olhares tímidos se cruzam, a primeira tentativa de toque acontece, depois a segunda, seguida da terceira, até que vem aquele abraço de boas-vindas, proteção, amor e paz.

Todo este momento é lindamente retratado nesta emocionante canção de Isadora Canto!

Reconhecimento (Bem Vindo Meu Novo Ser) – Isadora Canto

Bem vindo meu novo ser
Cercado de proteção
De tanto amor tanta paz
Dentro do meu coração

É como se eu tivesse
Esperado toda vida pra te embalar
É como se eu tivesse
Esperado toda vida pra te embalar

Que sorte teve essa criança

Quem nunca ouviu essa frase, um dia vai ouvir.

A pessoa que falou isso, falou na melhor das intenções e normalmente são pessoas muito próximas e queridas. Não precisamos ficar bravos ou fazer aquela cara de PUTZ com um sorriso amarelo no rosto. Eles apenas querem dizer alguma palavra de conforto e inspiração.

No instagram (@adocao_brasil) criamos uma imagem com o seguinte texto:

Não somos nem melhores e nem piores, somos apenas PAIS!

E é assim mesmo que me sinto e se alguém teve sorte nesta história toda, esse alguém fui.

Meu tudo, meu príncipe!

Você gostaria de compartilhar sua história conosco?

É bem simples! Basta enviar sua história através de áudio, vídeo ou texto para o WhatsApp whatsapp (11) 96479-4705. Contamos com sua ajuda 🙂

Por: Cláudia

Me chamo Cláudia e meu esposo Ricardo.

Sempre tive o desejo latente de ser mãe, e em 2006 depois de alguns meses casados (mas 11 anos enrolados), eu engravidei de uma menina.

Um sonho.

Tudo correu bem até os 8 meses, e aí foi detectado que ela morreu em minha barriga faltando 2 dias para a cesariana.

Um pesadelo!

Foi um trauma chegar em casa sem Anna Sophia nos braços.

Mas Deus é fiel e tremendo, pois não me revoltei hora nenhuma e dois anos depois João chegou em nossas vidas como o nosso maior presente.

Todo o processo durou 1 ano, e foi de forma consensual. Contamos toda a história a ele desde pequeno, e tudo soa naturalmente aqui em casa.

Hoje ele tem 8 anos e é nosso amor maior. Meu tudo, meu príncipe!

Bjus a todos e persistam na vontade de ter um serzinho desse na vida de vcs, pois é MARAVILHOSO cada momento juntos!

João Ricardo veio pra gente com 1 dia e meio de nascido. Frágil e lindo!!!

Em agosto de 2009 (ele nasceu em fevereiro) conseguimos a guarda provisória, e em setembro de 2010 conseguimos a guarda definitiva.

Foi lindo receber a nova certidão de nascimento dele com nossos nomes!!!!

E hoje nossa família é completa!