Acho que nunca brinquei tanto

Acho que nunca brinquei tanto

Compartilhe sua história conosco, através de áudio, vídeo ou texto para o WhatsApp (11) 96479-4705. Contamos com sua colaboração 🙂

whatsapp


Por: Ana Carla V.

Vamos lá!!!

Foram muitos e muitos anos tentando engravidar e nada. Praticamente todas as minhas colegas que casaram bem depois de mim, já estavam grávidas, me perguntavam se eu não quero ter filhos e eu sempre falava:

– Agora não quero, tá louca? Vou viajar e fazer muitas coisas antes de ser mãe.

MENTIRA kkk

E foi aí que resolvi procurar um médico para ver o porquê da tão sonhada gravidez não rolar.

Depois de fazer 1 exame medonho de ruim e doloroso pra caramba foi constatado que eu tenho uma das trompas obstruídas e se eu não fizesse uma cirurgia pra limpar eu não iria conseguir engravidar.

Eu já disse de cara que não pretendo fazer essa tal cirurgia.

Ai ele falou que também poderia fazer uma FIV (fertilização in vitro), ou ser mãe por adoção.

Eu sem entender muito sobre o que era ser mãe por adoção logo sorri e falei que quero ser mãe por adoção, daí então ele falou que eu fosse no fórum me informar e tudo mais.

Conversei com o meu marido e ele falou que tá ótimo, e no dia seguinte conversando com uma amiga sobre tudo, ela me falou de um abrigo que tem aqui na minha cidade e disse para eu ligar lá e marcar para fazer uma visita.

Liguei, marquei e fomos eu e o meu marido lá.

A assistente social muito simpática nos atendeu e quis conversar e saber o que nos levariam até lá.

Eu muito paciente que sou, disse para ela:

– Moça cadê as crianças? A gente não pode conversar depois?

Ela disse que sim e nos levou a um parque dentro do abrigo; tudo muito lindo, limpo e colorido. Tinha luz, brilho e muita, mas muita alegria lá dentro.

Várias crianças correndo para um lado e para o outro e algumas me puxaram pra brincar. Foi maravilhoso, acho que nunca brinquei tanto kkkk.

Mas tudo que é bom dura pouco né, tive que me despedir das crianças pra conversar com a assistente social. Ela fez algumas ligações e nos mandou ir ao fórum e tudo foi feito conforme manda a lei.

Resumindo, estamos desde o ano de 2015 habilitados a espera da nossa filha, que sem ao menos conhece-la já amo tanto.

É isso.

Para mim foi tudo muito natural, sem tristezas de não “poder” gerar um filho na barriga.

Sou muito grata a Deus por essa oportunidade, e que ele ilumine e acolha também as mães que doam seus filhos.

Obrigada meu Deus e obrigada mães!

2 thoughts on “Acho que nunca brinquei tanto”

  1. Ah quando for a hora quero escolher crianças maiores… nao vou aguentar esperar tanto.
    De 3 acima pra mim ta otimo.

  2. Parabéns pela iniciativa!!!, estou a cinco anos convencendo meu marido para adotarmos, mais ele esta com medo de dar errado, já tenho 36 anos, e fiquei impossibilitada de engravidar devido a um câncer de ovário. Mais o desejo de ser mãe prevalece muito forte, e não vejo a hora de ter uma criança em meu lar.
    Peço todos os dias a Deus para que ele mude de ideia e possamos juntos ter uma família.
    bjs. Sucesso pra você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *